A Intel busca a Qualcomm: elas são tão ruins quanto nós!

O boi que d√° o burro com chifres √© o absurdo obtido pela inser√ß√£o de o boi que d√° um chifre no burro. Uma tradu√ß√£o embara√ßosa, pelo menos como √© Acusa√ß√£o da Intel contra a Qualcomm. O fabricante dos processadores Core e Xeon, de fato, iniciou uma reclama√ß√£o contra a Qualcomm por “pr√°ticas anticompetitivas”. Uma a√ß√£o que n√£o tem sentido algum, mas que a Intel est√° jogando esta carta √© pelo menos ir√īnico.

Modem Intel XMM 7480 LTE

De acordo com a Intel Qualcomm, ela abusa de patentes FRAND, ou seja, aquelas que s√£o consideradas fundamentais e que devem ser vendidas legalmente a um pre√ßo justo. E isso criaria um abuso de posi√ß√£o dominante. Ainda n√£o chegamos √† queixa formal, mas quase, e √© certamente uma resposta √†s acusa√ß√Ķes feitas pela Qualcomm √† Apple. A Qualcomm tamb√©m enfrenta san√ß√Ķes na Cor√©ia do Sul, China, Europa, Jap√£o e Taiwan.

De fato, o primeiro fabricante de SoC do mundo denunciou recentemente a Apple e pediu bloquear importa√ß√£o de iPhones dos EUA. O crime teria limitado o desempenho dos modems Qualcomm, a fim de coloc√°-los “em p√© de igualdade” com os da Intel, evitando assim alguns iPhones com melhor desempenho que outros.

Qualcomm Snapdragon Chip Feature Image azul p√°lido

A Intel é, portanto, parte de um caso já bastante complexo, que já havia visto o Comissão Federal de Comércio apontar a Qualcomm como monopólio precisamente no setor modem móvel. A Intel não gostou muito da decisão da Qualcomm e, portanto, decidiu aumentar a pressão sobre o concorrente.

O uso distorcido do processo da Comissão é apenas o mais recente de uma longa linha de estratégias anticoncorrenciais usadas pela Qualcomm para eliminar concorrentes em potencial e evitar a concorrência por mérito. E embora essas estratégias às vezes tenham sido sutis ou complexas, a recente reclamação da Qualcomm não podia mais ser flagrante em seus objetivos anticoncorrenciais.

Desde o lançamento da Intel

A cobran√ßa √© a mesma que a vista anteriormente: a Qualcomm perguntaria pre√ßos muito altos por usar as patentes da FRAND, e faz√™-lo seria desonesto para os concorrentes. Caber√° aos ju√≠zes determinar o que √© verdade, mas, por enquanto, est√° claro para todos que, no setor de modem para smartphones, o √ļnico concorrente cred√≠vel √© a Intel. Aqueles que tentaram at√© agora (Nvidia, Mediatek) tiveram pouco ou nenhum sucesso.

Al√©m disso, de acordo com a Intel, a Qualcomm ofereceria descontos substanciais para clientes como a Apple. Em troca, no entanto, o cliente deve comprometer-se a n√£o use chips de marcas concorrentes. √Č uma t√°tica claramente doentia, mas tamb√©m √© a mesma acusa√ß√£o feita contra a Intel h√° v√°rios anos – a empresa acabou pagando multas bastante altas.

A Apple teria recusado o acordo em algum momento com a Qualcomm, permitindo que a Intel embarque em iPhones. A Apple estaria pagando mais, e é por isso que está pedindo à Qualcomm um bilhão de dólares em compensação.

Qualcomm Snapdragon Chip Feature Image azul p√°lido

Segundo a Intel, n√£o √© poss√≠vel fabricar um modem para smartphone sem violar as patentes em quest√£o (que s√£o, portanto, FRAND e devem ser vendidas a um pre√ßo com desconto). As a√ß√Ķes da Qualcomm, portanto, teriam como √ļnico objetivo defender o monop√≥lio impedindo a Intel e outros concorrentes de entrar no mercado – neste caso, o dos EUA.

Dado o seu passado, deve pelo menos suponha que a Intel saiba do que se trata quando se trata de práticas anticoncorrenciais. De fato, as autoridades antitruste européias a multaram por cerca de um bilhão de euros alguns anos atrás. Nesse caso, a vítima era a AMD: a Intel havia oferecido descontos a fabricantes de equipamentos originais (HP, Dell, etc.) pedindo em troca para não usar processadores AMD em suas máquinas. A empresa também foi considerada culpada de outra operação: pagou alguns OEMs apenas para pressioná-los a ignorar ou impedir a AMD.

A ironia nessa história não falta, mas não devemos perder de vista um detalhe. Pode ser que um boi esteja dando um corno, mas não se diz que ouvir o insulto é realmente um burro. Também poderia ser um cervo; teremos que esperar o resultado dos testes para saber qual é o animal da Qualcomm.