Ameaças de blogueiros anĂŽnimos e consequĂȘncias legais

C9255A52B114C4813191B909A57C4CE88B

Em um ambiente interativo como o da Internet, hĂĄ muitos casos em que o visitante de um blog expressa ameaças, insultos e calĂșnias, sempre sob o disfarce de anonimato. Em particular, a ameaça constitui um crime punĂ­vel por lei, independentemente dos meios pelos quais Ă© cometida (oralmente, por escrito, por telefone ou on-line).

AlĂ©m disso, a ameaça constitui um insulto Ă  personalidade a que a vĂ­tima tem direito<
>

reivindicar compensação monetåria por danos não pecuniårios.

Mas mesmo quando não hå ameaça no sentido que lhe é dado pelo código penal (declaração do mal etc.), a tentativa de intimidar claramente um blogueiro para alcançar um resultado não pode ser aceita nem tolerada.

A seguir, Ă© apresentado um exemplo do uso indevido do conceito de anonimato.

Percebemos que alguĂ©m fala com frases que se enquadram no significado de insulto (“meu bom irmĂŁo Panagiotaki”, “eh, fantĂĄstico m @ l @ k @?”

Ele força o blogueiro a excluir dados de um de seus textos e a pedir desculpas (!) Por escrevĂȘ-los, porque eles se referem a uma pessoa que Ă© objetivamente indefinida e nĂŁo sabemos se ele existe.

Ele acompanha seu pedido com uma ameaça Ă  integridade fĂ­sica do blogueiro (“para que vocĂȘ nĂŁo se encontre na IKA com outro papel e sem derramar sangue em geral. TambĂ©m Ă© um pecado ter sido aceito para um mestrado na bela Inglaterra e, por fim, nĂŁo poder viajar”) )

Obviamente, todos deixamos rastros na Internet e IPs sĂŁo os rastros dos quais o computador no qual as mensagens foram publicadas podem ser detectados. Os blogueiros geralmente equipam suas contas da Web com a capacidade de registrar os IPs dos visitantes.

Assim, com uma simples ordem do promotor, o provedor é obrigado a fornecer à parte afetada os detalhes do assinante, a partir dos quais os detalhes dos usuårios em potencial podem ser dados contra os quais existe o direito de entrar com uma ação e processar por danos pecuniårios devido a danos não pecuniårios.

Nesse caso, portanto, o anonimato, de acordo com a lei, pode ser levantado e os responsĂĄveis ​​podem ser levados Ă  justiça por acusaçÔes especĂ­ficas.

Chryssa Tsiotsi é advogada com mestrado em Direito da Internet e TelecomunicaçÔes (LL.M em Direito da Tecnologia da Informação e TelecomunicaçÔes, Universidade de Strathclyde-Glasgow, Reino Unido).

Fonte: newsbeast.gr