“Battery-Gate”, a Apple negocia: reembolsos de at√© 500 milh√Ķes de d√≥lares

Apple concordou em pagar at√© US $ 500 milh√Ķes resolver uma a√ß√£o nos Estados Unidos. A gigante de Cupertino encerrou uma a√ß√£o coletiva que a acusou de desacelerar silenciosamente os iPhones mais antigos ap√≥s o lan√ßamento de novos modelos.

De acordo com relatos de Reuters, O acordo foi aberto na sexta-feira passada e está aguardando aprovação do juiz Edward Davila, de San Jose, Califórnia. O acordo prevê que Apple reembolsa US $ 25 a usuários de dispositivos afetados pela ação coletiva que são: iPhone 6, 6 Plus, 6s, 6s Plus, 7, 7 Plus e SE (limitado à versão 10.2.1 e posterior do sistema operacional iOS) e iPhone 7 e 7Plus com sistema operacional iOS 11.2 e posterior antes de 21 de dezembro de 2017.

Com base nos modelos que ser√£o inclu√≠dos na lista, as despesas da Apple variam de um m√≠nimo de 310 milh√Ķes a 500 milh√Ķes de d√≥lares. Nos documentos apresentados ao tribunal distrital, o Colosso de Cupertino nega qualquer comportamento ilegal. A decis√£o de negociar deriva do desejo de resolver o caso com um √ļnico acordo nacional para evitar os custos e as acusa√ß√Ķes do lit√≠gio.

A disputa surgiu quando – em 2017 – alguns consumidores notaram uma queda no desempenho ap√≥s a instala√ß√£o de atualiza√ß√Ķes no sistema operacional iOS. Para os usu√°rios, isso os levou a pensar que os iPhones em sua posse haviam chegado ao fim de seu ciclo de vida. Por seu lado, a Apple disse que a queda volunt√°ria se deve ao desejo de “otimizar os picos atuais necess√°rios ” e salvaguardar a longevidade dos dispositivos, n√£o as pr√°ticas de obsolesc√™ncia planejadas.