Depois do Facebook, o Google também está violando as políticas da Apple

Google

O Facebook não é a única empresa que utilizou mal o sistema Enterprise Certificate da Apple, já que o Google admitiu violar as mesmas políticas do “Research App” do Facebook.

Um relatório do TechCrunch revelou anteriormente que o Facebook compartilhava um aplicativo VPN que coleta dados ocultos sobre como alguns usuários usavam seus dispositivos por dinheiro (US $ 20).

O aplicativo do Facebook usava Certificados Corporativos, que permitem aos usuários de uma empresa instalar e usar aplicativos diretamente sem serem avaliados de acordo com as rígidas políticas da App Store da Apple.

As regras da Apple afirmam que esses aplicativos só podem ser usados ​​por funcionários de uma empresa, mas o Facebook usou esse recurso a seu favor, para disponibilizar seu aplicativo aos consumidores.

Da mesma forma, o Google reconheceu que forneceu o aplicativo “Screenwise Meter” usando as mesmas certificações. Assim como o aplicativo do Facebook, o aplicativo Screenwise Meter do Google também coletou dados sobre o que os usuários fizeram com seus telefones mediante taxa.

Portanto, a Apple também pode revogar a licença comercial do Google, o que impedirá que os funcionários da empresa usem certos aplicativos internos, incluindo versões de teste dos aplicativos para iPhone.

Mas o Google pediu desculpas por isso em uma declaração ao TechCrunch:

“O aplicativo Screenwise Meter para iOS não deveria ter funcionado com o aplicativo comercial da Apple para desenvolvedores – isso foi um erro e lamentamos.”

O Google também desativou o aplicativo em dispositivos iOS e alega que não tem acesso a dados criptografados em aplicativos ou dispositivos. Ele acrescentou que os usuários podem optar por não participar do programa quando quiserem.

Agora, cabe à Apple decidir se deve punir o Google por essa violação da política ou se desculpar o suficiente para evitar o possível cancelamento do seu certificado corporativo.