Exposição GfK: Como usar nossos telefones celulares em lojas de varejo

A única coisa certa é que usamos nossos telefones celulares com frequência quando fazemos compras on-line. No entanto, sua invasão em todas as áreas da vida cotidiana não pode deixar de afetar a maneira como os consumidores se comportam ao fazer compras em lojas regulares. A GfK realizou uma pesquisa com usuários de celulares de 23 países sobre como usar dispositivos móveis nas lojas.

Os resultados são realmente interessantes, pois os entrevistados responderam que, quando estão em uma loja, usam o celular principalmente para comparar os preços e obter conselhos de um amigo ou parente para a próxima compra. Uma porcentagem significativa também disse que usa o celular para fotografar coisas que poderá comprar no futuro. Entre as respostas estavam a leitura de códigos de barras ou códigos QR e a compra do produto por meio de um aplicativo ou site.

Infográfico GfK

Infográfico GfK

Quase metade das pessoas de 20 a 29 anos compara preços on-line, enquanto os homens são muito mais ativos que as mulheres, com 42% e 37%, respectivamente. O grupo mais ativo que compara preços na loja são as idades de 20 a 29 a 49%, seguidas de 15 a 19 e de 30 a 39 a 45%.

Em termos de países, Coréia do Sul, China e Turquia são os que mais atendem aos preços on-line, enquanto estão na loja com 59%, 54% e 53%, respectivamente. Nos últimos lugares estão Ucrânia (11%), África do Sul (15%) e Índia (17%).

Infográfico GfK

compras de smartphones