Google: o FBI estava espionando milhares de usuĂĄrios

google_572_355 Ao cobrir a guerra ao terror, o FBI, e nĂŁo apenas, estava monitorando milhares de usuĂĄrios da Internet de 2009 a 2012, anunciou o Google!

O nĂșmero exato de contas “espionadas” nĂŁo foi liberado.

O Google estĂĄ divulgando dados sobre cartas de “segurança nacional” esta semana. <
>

que ele recebeu e que correspondem aos pedidos oficiais de dados, com base na lei antiterrorista “Ato PatriĂłtico”, que foi adotada nos EUA apĂłs os ataques de 11 de setembro de 2001.

De 2009 a 2012, o Google recebeu entre 0 e 999 solicitaçÔes do governo. Esses pedidos envolviam entre 1.000 e 1.999 contas a cada ano, com exceção de 2010, durante o qual os pedidos envolviam entre 2.000 e 2.999 contas, de acordo com o US Search Engine.

“Veja, estamos publicando nĂșmeros de escala, mas nĂŁo nĂșmeros exatos. Isso Ă© para atender Ă s demandas do FBI, do Departamento de Justiça e de outras agĂȘncias governamentais que temem que a divulgação dos nĂșmeros exatos revele informaçÔes sobre as investigaçÔes em andamento “, disse Richard Salgado, diretor de segurança do Google no blog do grupo. .

É a primeira vez que uma empresa privada publica dados sobre essas cartas, que foram amplamente criticadas por grupos de direitos humanos.

AssociaçÔes como Aclu (União Americana das Liberdades Civis) dizem que as cartas dão muito poder ao governo, que pode monitorar as contas da Internet sem um mandado judicial.

Fonte: newsit.gr