Hackers sĂ­rios assumem a responsabilidade pelo ataque do Twitter Ă  AgĂȘncia de NotĂ­cias Francesa (AFP)

hacking Os ativistas da Internet que apĂłiam o regime do presidente sĂ­rio Bashar al-Assad assumiram a responsabilidade pelo ataque de hackers em uma conta no Twitter da AFP.

A conta AFPphoto foi violada na terça-feira por volta das 16h45 GMT. As imagens, divulgadas atĂ© a devolução da conta – mais de uma hora depois – nĂŁo vieram da AFP, segundo a agĂȘncia de notĂ­cias francesa.

A maioria das fotos<
>

publicado apĂłs o ataque estavam ligados ao conflito na SĂ­ria.

Em um tweet, um grupo conhecido como Exército EletrÎnico da Síria assumiu a responsabilidade pelo ataque de hackers à conta da AFP.

O grupo jĂĄ havia assumido a responsabilidade por ataques de hackers nos sites Sky News Arabia e Al-Jazeera Mobile, bem como nos governos locais.

A equipe de hackers alega em seu site que executou os ataques acima “Proteger os cidadĂŁos ĂĄrabes sĂ­rios das campanhas da mĂ­dia ĂĄrabe e ocidental sobre o assunto de notĂ­cias fabricadas sobre o que estĂĄ acontecendo na SĂ­ria.”

A AFP tambĂ©m foi vĂ­tima de um poderoso ataque de “phishing”, projetado para roubar identificaçÔes e senhas dos funcionĂĄrios, atraindo-os a inserir seus dados em um site falso da AFP.

O ataque ainda estava em andamento, mas atĂ© agora foi tratado com sucesso, segundo especialistas em segurança da AgĂȘncia de NotĂ­cias Francesa (AFP).

Ainda nĂŁo se sabe o que ele farĂĄ depois de deixar o cargo.