Intel, adeus ao mercado de modem 5G para smartphones

O acordo alcançado entre Apple e Qualcomm colhe a primeira vĂ­tima ilustre. A Intel anunciou sua saĂ­da do mercado de modem 5G para smartphones. Na nota emitida pela empresa Santa Clara, nĂŁo hĂĄ referĂȘncia ao acordo entre as outras duas empresas, mas parece evidente que o vĂ­nculo, pelo menos em grande parte, existe.

“Estamos empolgados com as oportunidades oferecidas pela 5G, mas na indĂșstria de modems para smartphones parece que nĂŁo hĂĄ um caminho claro para a lucratividade. No entanto, o novo padrĂŁo de rede continua sendo uma prioridade estratĂ©gica para a Intel, tanto que nossa equipe desenvolveu um grande portfĂłlio de produtos sem fio e de propriedade intelectual. Nossos esforços se concentrarĂŁo precisamente nesse portfĂłlio, na lĂłgica de tornĂĄ-lo ainda melhor do ponto de vista econĂŽmico “, disse Bob Swan, CEO da Intel.

Portanto, como jĂĄ foi dito no inĂ­cio, nenhuma referĂȘncia direta ao acordo entre Apple e Qualcomm. AlĂ©m desse aspecto, no entanto, rumores se perseguem hĂĄ algum tempo Atrasos na produção da Intel em relação aos modems 5G para smartphones. NĂŁo Ă© de surpreender que a empresa de Santa Clara tenha intervindo no inĂ­cio de abril, declarando como seus chips estariam regularmente presentes a bordo de dispositivos mĂłveis desde 2020, para permitir a adoção do novo padrĂŁo de rede tambĂ©m nos iPhones. PrĂłximo ano.

O cenårio agora mudou. Qualcomm fornecerå chips 5G para a Apple pelos próximos 5 anos (com a possibilidade de estender o contrato por mais 2 anos), enquanto a Intel evidentemente procurarå outro lugar, tendo em mente que o 5G continuarå sendo um negócio importante também para a gigante californiana.