iPhone 11, iPhone 11 Pro e iPhone 11 Pro Max: Apple derruba o trio de ases

Tudo como esperado. Durante a confer√™ncia realizada em Cupertino, no Steve Jobs Theatre, A Apple apresentou os novos iPhone 11, iPhone 11 Pro e iPhone 11 Pro Max. Tr√™s smartphones projetados para supervisionar diferentes faixas de pre√ßo, uma estrat√©gia que a empresa Cupertino est√° acostumada desde 2017. As diferen√ßas t√©cnicas parecem mais acentuadas este ano entre o modelo padr√£o e as variantes “Pro”, especialmente no que diz respeito √† parte fotogr√°fica, √°rea em que est√£o concentradas as inova√ß√Ķes mais relevantes.

iPhone 11: características, preços e disponibilidade

Vamos come√ßar primeiro do modelo b√°sico, praticamente uma evolu√ß√£o do iPhone XR. Na frente, h√° um display LCD de Retina l√≠quida de 6,1 polegadas, que a Apple chamou de “nova gera√ß√£o”. Mesmo para esta gera√ß√£o, portanto, os pain√©is OLED permanecem uma prerrogativa das vers√Ķes mais caras. Contudo, a continuidade da tela √© interrompida pelo entalhe, que obviamente abriga todos os sensores necess√°rios para fazer com que o Face ID, o agora conhecido sistema de digitaliza√ß√£o de rosto, funcione corretamente.

Na parte de tr√°s h√° duas c√Ęmeras: a c√Ęmera principal de 12 megapixels com lente f / 1.8 e estabiliza√ß√£o de imagem √≥ptica; o secund√°rio sempre de 12 megapixels, desta vez com lente grande angular. O iPhone 11 poder√° gravar v√≠deos em 4K a 60 e 30 fps, bem como, obviamente, em c√Ęmera lenta. Al√©m disso, o √ļltimo modo tamb√©m estar√° dispon√≠vel para a c√Ęmera frontal, sempre a partir de 12 megapixels. Uma possibilidade que nenhum outro smartphone oferece.

Apple também posou atenção particular à parte de software do setor fotográfico. Por fim, os iPhones também ganham o Modo Noturno por fotos noturnas, que obviamente serão testadas em campo além do que foi mostrado durante a conferência. Além disso, graças aos algoritmos de aprendizado de máquina, uma nova versão do Smart HDR e um modo retrato adicional chamado High-Key Mono foram introduzidos, o que deve permitir obter efeitos bokeh particularmente naturais.

O cora√ß√£o pulsante do iPhone 11 √© representado do novo processador propriet√°rio A13 Bionic. O verdadeiro salto na qualidade deste SoC parece ser representado pelo consumo de energia. A Apple, de fato, para este modelo, fala em 1 hora de autonomia a mais que o iPhone XR, mas, na realidade, como veremos, o aumento deve ser muito mais importante para as vers√Ķes Pro.

Pouco a dizer sobre a parte da constru√ß√£o, que parece ser do mais alto n√≠vel, como sempre. A concha √© feita de vidro, enquanto a moldura √© feita de alum√≠nio. iPhone 11 tamb√©m estar√° dispon√≠vel em seis cores: preto, amarelo, vermelho, verde aqua, dourado e lil√°s. Essa escolha espec√≠fica nas variantes crom√°ticas pode representar um √°s na manga de uma perspectiva comercial, conseguindo interceptar os gostos de um n√ļmero maior de usu√°rios em compara√ß√£o com as cores que os smartphones costumam nos acostumar.

Para comprar o iPhone 11 começará a partir de 839 euros para a versão básica de 64 Gigabytes. As reservas serão abertas a partir de 14 de setembro.

iPhone 11 Pro e 11 Pro Max, os diferentes gêmeos

Pela primeira vez, A Apple adota tr√™s c√Ęmeras traseiras. De fato, nos dois modelos, h√° um sensor principal de 12 megapixels com lente f / 1.8 e dist√Ęncia focal de 26 mm, um sensor de 12 megapixels com dist√Ęncia focal de 52 mm e estabiliza√ß√£o √≥ptica de imagem, um sensor de 12 megapixels com dist√Ęncia focal de 13 mm e lente grande angular de 120 ¬į. Portanto, uma grande versatilidade de uso, com a possibilidade de acessar um zoom √≥ptico ou enquadrar uma parte maior da imagem, conforme necess√°rio.

Tamb√©m neste caso, a Apple prestou aten√ß√£o especial √† parte de software do setor fotogr√°fico. H√° tamb√©m o modo noturno no iPhone 11 Pro e 11 Pro Max para fotos noturnas, a nova vers√£o do Smart HDR e o modo retrato adicional chamado High-Key Mono. Os v√≠deos podem ser gravados com resolu√ß√£o de at√© 4K a 60 qps, h√° modo de c√Ęmera lenta para o setor fotogr√°fico traseiro e frontal (sensor √ļnico de 12 megapixels).

Obviamente, a introdu√ß√£o de um terceiro sensor traseiro, resultou em uma mudan√ßa de design. As tr√™s c√Ęmeras, junto com o microfone e o flash, formam uma esp√©cie de quadrado, decididamente evidente. A concha √© sempre feita de vidro, enquanto a moldura √© feita de a√ßo inoxid√°vel. Al√©m disso, as cores usuais Space Grey, Gold e Silver, iPhone 11 Pro e 11 Pro Max tamb√©m estar√£o dispon√≠veis na nova variante de cores chamada Midnghit Green.

Sob o corpo, √© claro, existe o novo processador A13 Bionic. A Apple enfatizou v√°rias vezes o poder gr√°fico deste SoC, mostrando v√°rios videogames em a√ß√£o. Afinal, a empresa baseada em Cupertino depende muito do novo servi√ßo Arcade, e os iPhones representam inevitavelmente os dispositivos ideais para transmiti-lo ao maior n√ļmero poss√≠vel de pessoas.

N√£o apenas isso, mas gra√ßas √† otimiza√ß√£o de energia do A13 Bionic, a empresa Cupertino fala em autonomia, para o iPhone 11 Pro, 4 horas mais alto que o iPhone XS. Dados que, em rela√ß√£o ao iPhone 11 Pro Max e iPhone XS Max, chega a 5 horas. Como sabemos, nunca √© f√°cil quantificar esses n√ļmeros fornecidos pela Apple na fase de apresenta√ß√£o. Portanto, esperamos testar os smartphones em campo, para ter refer√™ncias objetivas para o mesmo uso.

Finalmente, assim como no ano passado, a diferença mais relevante entre os dois modelos de topo de gama é representada pelo visor. O iPhone 11 Pro tem de fato disponível um painel OLED de 5,8 polegadas com uma resolução de 1125 x 2436, enquanto o iPhone 11 Pro Max pode contar com uma tela OLED de 6,5 polegadas com uma resolução de 1242 x 2688. Obviamente, ambos têm disponível o Face ID para autenticação biométrica.

Pre√ßos e disponibilidade de cap√≠tulos. As reservas na It√°lia come√ßar√£o a partir de 13 de setembro. Para compr√°-los, respectivamente, ser√£o necess√°rios 1.189 euros e 1.289 euros para as vers√Ķes b√°sicas de 64 gigabytes de mem√≥ria.