Qualcomm contra a Apple, tecnologia roubada em favor da Intel

Qualcomm acusou a Apple ter roubado software e informa√ß√Ķes propriet√°rias e depois t√™-lo compartilhado com a rival Intel, como parte de uma opera√ß√£o para reduzir sua depend√™ncia da tecnologia da Qualcomm.

A acusação séria, presente em documentos arquivados no Tribunal Superior da Califórnia em San Diego, se enquadra no batalha legal envolvendo a Apple e a Qualcomm desde o início de 2017, com a casa de Cupertino que denunciou a Qualcomm por práticas anticompetitivas no licenciamento de patentes essenciais relacionadas à conectividade. Segundo a Apple, a Qualcomm a faria pagar mais do que tinha direito.

O ex-fabricante de modem para iPhone (todos os novos iPhones t√™m modems Intel) acredita que a Apple realizou “uma campanha de v√°rios anos de conduta inadequada e enganosa para roubar informa√ß√Ķes e segredos comerciais da Qualcomm“para contribuir para melhorar o desempenho dos chips Intel para que eles possam corresponder aos chips da Qualcomm.

iphone xs 2

A empresa alega ter documentos que demonstram como os t√©cnicos da Apple e da Intel c√≥digo-fonte Qualcomm compartilhado e outro software. No material que teria sido “roubado” da Apple, falamos sobre c√≥digo fonte, ferramentas de desenvolvimento e arquivos de log com dados sobre o desempenho dos produtos Qualcomm.

A Qualcomm j√° havia feito acusa√ß√Ķes semelhantes no ano passado, mas agora acredita ter evid√™ncias de que a Apple fez tudo de forma consciente e cont√≠nua. Os documentos do processo liam que, em algum momento, os engenheiros da Intel teriam reclamado com a Apple sobre a incapacidade de abrir os arquivos secretos da Qualcomm. Nesse ponto, a Apple teria criado novos arquivos vis√≠veis usando as ferramentas da Qualcomm.

Leia tamb√©m: iPhone Xs Max: desembalagem e primeiras impress√Ķes ao vivo

A Intel n√£o comentou as acusa√ß√Ķes, assim como a Apple. Uma porta-voz da casa de Cupertino simplesmente se referiu a um coment√°rio de junho no qual se diz que a Qualcomm cobra a inova√ß√£o da Apple e prejudica todo o setor. “Sempre estivemos dispostos a pagar um pre√ßo justo pela tecnologia usada em nossos produtos e, como eles se recusaram a negociar termos razo√°veis, pedimos ajuda aos tribunais”.

A Apple supostamente teve acesso ao c√≥digo secreto da Qualcomm sob um contrato assinado entre as duas empresas em 2009. O objetivo da Apple era acessar o c√≥digo da Qualcomm para integr√°-lo mais profundamente ao iPhone. A Qualcomm aceitou o contrato, mas sob certas condi√ß√Ķes: que o c√≥digo era usado apenas em produtos com chips Qualcomm, que n√£o era compartilhado com terceiros e era protegido da mesma maneira que o c√≥digo-fonte da Apple.

Isso n√£o teria acontecido e a Apple tamb√©m teria impedido ou impedido a Qualcomm de realizar verifica√ß√Ķes peri√≥dicas, estabelecidas no momento do contrato, para verificar o poss√≠vel uso indevido das informa√ß√Ķes.

iphone xs 1

Com base em supostas viola√ß√Ķes de sua propriedade intelectual, a Qualcomm pede que o tribunal obtenha compensa√ß√£o por danos e compensa√ß√£o pelo dinheiro perdido nesses anos. A Qualcomm tamb√©m gostaria que a Apple parasse de usar os modems da Intel, raz√£o pela qual j√° est√° buscando uma liminar com a Comiss√£o de Com√©rcio Internacional dos EUA.

Steve Mollenkopf, CEO da Qualcomm, fez recentemente a Bloomberg entender que a empresa est√° disposta a resolver todo o caso, mesmo fora dos tribunais. “Geralmente, os conflitos legais criam um ambiente no qual as partes s√£o levadas a mudar de perspectiva”.