Refurbed, a nova plataforma de comércio eletrônico dedicada a iPhones, smartphones Android e MacBooks recondicionados

Refurbed é uma nova plataforma de comércio eletrônico que acaba de desembarcar na Itália especializada na venda de produtos recondicionados como iPhone, smartphone Android, iPad, Macbook, monitor etc. Este é um segmento em rápida expansão e a confirmação também vem do Ebay, que confirmou recentemente que vende um reformado (em 90% dos casos na categoria eletrônica) na Itália a cada 3 minutos.

O Remodelado já está bastante estruturado na Europa, com filiais na Áustria, Alemanha e Polônia. “Nosso objetivo é tornar famosos os produtos recondicionados em toda a Europa, contribuindo para um mundo mais sustentável”, enfatiza a empresa. “Com o Refurbed, também queremos oferecer produtos de alta qualidade em toda a União Europeia através de revendedores renomados, permitindo assim aos nossos clientes compras convenientes, simples e sem riscos”.

Hoje eles garantem uma economia máxima de 40% em comparação com as listas de preços do novo e isso é possível graças à compra de produtos usados ​​em grandes quantidades a preços reduzidos (principalmente de empresas). Depois disso, cada dispositivo está sujeito à remoção de dados, substituição de qualquer componente com defeito e restauração estética. O comprador final tem direito a uma avaliação gratuita de 30 dias (sem custos de envio) e garantia mínima de 1 ano que fornece reparo ou substituição.

Atualmente ainda não existe uma ótima opção no site, mas os preços parecem competitivos. Por exemplo, um iPhone 7 de 32 GB custa 333,27 euros (em vez de 519 euros) e tem uma garantia de 24 meses. Enquanto um MacBook Air 2014 com SSD de 128 GB e 4 GB de RAM custa 662,90 euros (em vez de 1050 euros) e tem uma garantia de 12 meses.

“Acreditamos que inovação e desenvolvimento tecnológico podem viver em total harmonia com o meio ambiente”, disse ao La Repubblica o co-fundador Kilian Kaminski, outro ex-chefe do programa de produtos recondicionados da Amazon. “A escolha dos dispositivos na plataforma permite, de fato, não apenas reduzir as emissões de CO2, mas também o volume de lixo eletrônico, tudo sem sacrificar a estética, a funcionalidade e a conveniência dos produtos”.

Sim, mas por que a empresa escolheu nosso país? “Decidimos desembarcar na Itália como o quarto mercado europeu por pelo menos algumas boas razões”, disse o outro fundador Peter Windischhofer. “A primeira é que avaliamos, a partir dos dados, a paixão dos italianos por smartphones de luxo e pelo topo de gama; a segunda é que também notamos sua atenção à sustentabilidade. Por isso, pensamos que nossos produtos, usados, mas como novos, são ideais para essa sensibilidade “.

Cabe ressaltar que, embora ainda não haja ofertas, o Recondicionado prevê a disponibilidade futura de fones de ouvido, consoles, câmeras, eletrodomésticos, acessórios para PC, desktops e smartwatches.