Super Mario Run sempre conectado para limitar a pirataria

Super Mario Run vai estrear em 15 de dezembro em dispositivos iOS e mais tarde no Android. A notĂ­cia que reportamos, que deve ser discutida, Ă© que Ă© necessĂĄria uma conexĂŁo constante de dados para ser confirmada pelo prĂłprio Shigeru Miyamoto.

super mario run

“Queremos tirar proveito da conexĂŁo de rede nos trĂȘs modos de jogo para fazĂȘ-los trabalhar juntos e garantir a segurança do software”, explica Miyamoto. “É nisso que trabalharemos enquanto continuamos a desenvolver o jogo.”

Leia também: Super Mario Run, 10 euros para jogar com o primeiro Mario móvel

A empresa japonesa é muito cautelosa com a segurança dos dispositivos móveis, na verdade muitos deles não possuem um sistema operacional imaculado e, para limitar a pirataria, os desenvolvedores criaram um método que permite manter o software sob controle na nuvem.

Esse mecanismo de controle, de acordo com um estudo realizado pela Appleinsider, consumirå até 75 MB para cada hora de jogo. Um pedregulho agradåvel para aqueles com um plano de dados limitado.

À luz dessas informaçÔes, quais sĂŁo suas impressĂ”es? Um excesso de prudĂȘncia da Nintendo ou uma justa medida para impedir que os trapaceiros comuns arruinem a experiĂȘncia?